11 de Fevereiro de 2018

10 comidinhas de Cartagena

Lendo os guias, revistas, blogs e o que mais aparecesse sobre Cartagena, já estava enjoada com o cardápio: peixe frito, arroz de coco e patacones. Não havia variações. Não importava que passeio você escolhesse, em que hotel você passasse o dia, a “sugestão” era sempre a mesma: peixe frito, arroz de coco (doce?) e patacones – uma espécie de panquequinha grossa de plátanos (doce também?). Esta refeição parecia fadada ao fracasso. Já pensava em fazer uns sanduichinhos de queijo e presunto no café da manhã do hotel e colocar na bolsa pra levar nos passeios. Mas resolvi estar aberta e fui de cara limpa encarar o almoço no primeiro passeio. E, sim, lá estavam eles: 1) peixe frito: mojarra – não sei se tem este peixe no Brasil, acho que é tilápia – é um peixe larguinho com uma espinha central, muito fácil de comer e … gostoso, delicioso! Adorei! Comi feliz em todos os passeios e até um dia na praia quando tinha a possibilidade de escolher outra coisas escolhi (o quê? o quê?) peixe frito! Depois os acompanhamentos: 2) patacones – tipo uma panquequinha frita de banana- e não é doce, pelo contrário, você põe sal em cima, como em batata frita, uma delícia! Não gostei. Amei! Comi muitos, muitos patacones! Estou pensando em tentar reproduzir com banana da terra, acho que vai dar certo…; e o 3)arroz de coco – tem variações, pode ser branco ou moreninho – é adocicado, não doce e, sim, sim, gostoso! Comi sem nenhuma queixa.

 

E se vc pensa que é só arroz de coco que é feito com o fruto em Cartagena, está muito enganado, há uma família inteira só de comidas e bebidas feitas de coco. Parece que vc está na Cocolândia! Claro, com um fruto natural de lá que dá à vontade, tem que aproveitar mesmo, né? Sqn. O coco não é originário das Américas, ele é da Ásia e veio pra cá com os colonizadores, dá pra acreditar? Eu não sabia não…

Além do arroz de coco como acompanhamento de peixe, eles têm 4) água de coco – do coco verde, como aqui no Brasil, mas também de coco amarelo que, segundo eles, tem mais água, e a parte de dentro não é tão mole e sem graça como a do coco verde (não gosto não), mas também não tão dura como a do coco seco, é bem gostoso; tem também 5) limonada de coco – uma limonada (de limão mesmo, sem surpresas) com leite de coco (surpresa!) – muito, muito boa; 6) Coco Loco – um coquetel (o mais comum de Cartagena) com rum e leite de coco – maravilhoso; 7)Piña colada – um coquetel feito de rum, abacaxi e coco – bom, mas prefiro o coco loco; e vamos indo para as sobremesas: 8) sorvete de coco – ao estilo italiano ou paletas – aquelas mexicanas mesmo que passaram como um furacão por São Paulo, onde elas foram parar mesmo? e as – tcharam! – cocadas, de todo o tipo, brancas, morenas, de maracujá, de goiaba, etc… as melhores são as brancas mesmo. E, por último, mas não menos importante 10) o coco in natura, vendido pelas palenqueras, juntamente com outras frutas locais – melancia (igual a nossa), abacaxi (delicioso), melão (é o orange, prefiro o nosso melão de Mossoró).

Minha viagem acabou, mas provavelmente tinha muito mais coco pra descobrir em Cartagena! Nhac!