31 de março de 2015

Eu só quero macarons! Só quero macarons…

De todos os sete pecados capitais, provavelmente o mais difícil de se driblar em Paris seja o da gula. São tantas iguarias, que ficamos boquiabertos antes mesmo de iniciarmos o movimento da mordida… Well… como tudo que é bom, é ilegal, é imoral ou engorda… escolha uma das opções e caia de boca, literalmente! E um doce francês imperdível é, sem dúvida, o macaron.

Essa joia da pâtisserie francesa apareceu na Europa ainda na Idade Média, e, no Renascimento, infiltrou-se no território francês para deleite dos comensais. O macaron é feito da união de dois discos (de aproximadamente 4 cm) de uma levíssima massa feita a partir de farinha de amêndoas, claras de ovos e açúcar (herege é aquele que o compara ao suspiro!) e unidos por um (levíssimo também) creme. Os sabores vão dos básicos (!?) vanille, chocolat, aos exóticos truffe e foie gras, passando pelo pistache, citron e outros. É de um colorido fantástico! Lindos de ver, deliciosos de comer!

Lugares para prová-lo não faltam. Não deixe de ir à La Durée que  desde 1854 faz parte da paisagem parisiense. (Já temos uma em São Paulo desde 2012 no Shopping JK, mas nada como ir à original, né?). Detalhe interessante é que foi o primeiro salão de chá que as mulheres puderam frequentar desacompanhadas em Paris. Aliás, não deixe de tomar chá no salão, pois, além da sua beleza, dos deliciosos chás e macarons, a fila é menor do que quem vai só à lojinha. Fui na 75, av Champs Elysées, que vira uma paradinha providencial entre uma comprinha e outra.

Fauchon

Ainda no setor histórico, a Fauchon, de 1886, na gourmet Place de la Madeleine, também tem macarons espetaculares. O snack bar oferece um amplo cardápio, mas dê especial atenção a mille feuilles, que é indescritível! Concorre com a Hediard, na mesma praça, no quesito produtos luxuosos. Tem ótimas  lembrancinhas!

Avançando um pouco no tempo, chegamos à Pierre Hermé, de 1961. Tem atendimento impecável e, segundo alguns parisienses, os melhores macarons da cidade. Tem fila. E grande. Mas a maioria está apenas fotografando (isso mesmo, fotografando!) os doces da vitrine.   Passe incólume, e faça seu pedido para viagem, já que não possui salão ( 72, Rue Bonaparte). Os macarons são realmente ótimos, difícil é resistir à tentação daqueles bibelôs na vitrine e não levar mais algumas outras delícias…

Pierre Hermé

Os macarons devem ser consumidos frescos – até 3 dias – ser guardados na geladeira e retirados de 30 minutos a 1 hora antes da degustação, do deleite, da viagem sensorial…

Qual o melhor? Escolha o seu!