27 de fevereiro de 2019

Muito além do Dubai Mall

Se a sua visão de Dubai é aquela de um shopping center gigante e luxuoso, onde vc pode fazer de tudo, desde comprar em lojas de grifes internacionais a esquiar – mesmo com uma temperatura de 40 graus incandescentes lá fora – vc precisa ampliar seu espectro, Dubai é muito mais do que isso.

  1. hospede-se na parte árabe tradicional. Em Bur Dubai, as construções têm a cor das areias do deserto; há hotéis, lojas e cafés por todas a parte; quase todos que circulam por ali estão vestidos no mais tradicional traje árabe; e 5 vezes ao dia o chamado para a oração envolve a todos – tá bom que às 4h da manhã ele não parece tão agradável, mas é um pequeno ônus para todo o resto.
  2. faça um passeio pelo deserto. (É um programa bem turistão, mas afinal vc é o quê, ainda mais do outro lado do mundo?) São 7 horas de tour com muitas atrações para quem está com tempo apertado – muitos fazem, como eu, apenas um stopover. Comece com um rally nas dunas, com direito a muita emoção, num 4×4; faça outro rally, mas agora num triciclo, com vc comandando a emoção; desça uma duna de prancha – em pé ou sentado, de acordo com sua habilidade; dê algumas voltas num camelo – pulei esta parte, tenho “dúvidas” quanto à utilização de animais; fume narguilé; tire foto com um falcão – os árabes são mestres na falcoaria; tire foto em trajes típicos – eu avisei que era super turistão – tirar foto de burca? tô fora; faça tatuagem de hena – pulei, estava indo pro Japão, e eles são super preconceituosos; assista a shows – dança do ventre e outras; e, finalmente, jante – deliciosos kaftas de cordeiro e outras cositas más- sentado naquelas almofadas nas quais vc afunda e não consegue se levantar nunca mais. Não pareceu muito bom, mas é sim, e vale só para ver o por-do-sol no deserto, é lindo, lindo, lindo!
  3. vá a um mercado árabe. É um exercício para todos os sentidos: roupas colorias, pashminas macias, especiarias, incensos e vendedores te chamando. E, se quiser treinar suas habilidades de negociante, go ahead, eu passo, é muito, muito chato. Meu marido não negou suas raízes mouras, foi lá e adorou pechinchar – calculadora pra cá, calculadora pra lá, ai que saco, tanta coisa legal pra fazer…
  4. vá à praia no Golfo Pérsico. A praia nem é tão maravilhosa assim, mas só pela diversidade de pessoas na areia – de biquínis a burcas – já vale a pena.

Mas se a sua praia é o shopping, vá em frente, tem de tudo mesmo, eu acho…